noventa e nove

06 fevereiro 2006

Insustentável

Porque não defendo o carácter provocativo e ofensivo dos "cartoons" do profeta Maomé, como não defendi em relação ao Papa, quando o caricaturaram colocando um preservativo no nariz, mas isso não pode ser justificação para os actos de violência que aumentam a cada dia que passa.