noventa e nove

14 fevereiro 2006

Mais achas

O ministro italiano para a Reforma Institucional, Roberto Calderoli, da Liga do Norte mandou fazer «t-shirts» para usar e oferecer com as caricaturas do profeta Maomé, que originaram protestos violentos no mundo muçulmano.

Depois
desta medida de paz, eis que surge mais uma, bastante apaziguadora por sinal. Uma iniciativa que aparece na altura certa. Algo que vem acalmar os ânimos. Se com a publicação das caricaturas na imprensa europeia, os muçulmanos queimaram bandeiras e embaixadas, não quero assistir aos protestos contra as "exibições" da nova t-shirt. Não me parece, de facto, a atitude mais acertada, a esta altura do campeonato.

Lá vêm as dissertações, já um pouco adormecidas, sobre a liberdade de expressão e as ofensas religiosas...

VB